Manutenção em casa – Regulagem de válvulas da XTerra

Algumas manutenções a gente faz questão de aprender afazer em casa. Achamos que isso é bastante importante porque além de ajudar na diminuição de custos com oficina mecânica, ajuda a gente a entender mais sobre o carro. E pra quem viaja como a gente, todo conhecimento nesse quesito é sempre bem vindo!

Decidimos então que apesar de nunca termos feitos isso antes, iríamos tentar fazer a regulagem das válvulas do motor da nossa XTerra. Veículos mais modernos possuem tuchos hidráulicos e não precisam passar por esse processo de regulagem, mas motores mais antigos, ainda totalmente mecânicos como o nosso MWM Sprint 4.07TCA  precisam fazer isso regularmente. De acordo com o manual de manutenção programada do veículo, esse é um ítem que precisa ser feito a cada 20 mil Km.

Mas, por que regular a folga das válvulas? A resposta pra isso é bem simples se entendermos a função das válvulas: a folga existente no mecanismo delas está diretamente associados a três importantes parâmetros de funcionamento das válvulas: o momento de abertura, o momento de fechamento (que definem o tempo de abertura) e o “lift” (o quanto a válvula abre). Fatores esses que influenciam diretamente o rendimento volumétrico do motor (relação entre o volume de mistura efetivamente admitida e o volume gerado pelo deslocamento do pistão), assim como, a quantidade de calor trocada entre a válvula é o cabeçote.

Por exemplo, válvulas de admissão que não ficam abertas tempo suficiente e/ou não abrem completamente (muito folgadas), não permitem a entrada do volume adequado de mistura para o interior do cilindro. No entanto, se permanecerem abertas por um tempo excessivo (presas), podem permitir o retorno de parte da mistura já admitida para o coletor de admissão. Em ambos os casos tem-se uma redução do rendimento volumétrico do motor. Além disso, válvulas que permanecem muito tempo abertas não trocam calor suficiente com o cabeçote, podendo “queimar”, o que prejudica muito a estanqueidade do cilindro.

O ideal é trabalhar sempre de forma preventiva, mas caso isso não seja feito e o carro começa a se comportar de alguma maneira diferente ou inesperada, é preciso verificar se não existem problemas ocorrendo em alguns dos sistemas, principalmente com as válvulas do carro.

Separamos os principais sintomas que o carro apresenta quando alguma falha está ocorrendo nas válvulas. Veja!

1. Ruídos

Esse é o sinal mais clássico de que algo de errado está acontecendo nesse comando de peças. O som leve, semelhante ao barulho de uma máquina de costura, indica que a válvula necessita de um ajuste ou que pode estar solta.

Se os ruídos forem mais fortes, isso pode indicar que a peça está desgastada ou danificada e, nesse caso, é indicado que a troca seja realizada.

2. Fumaça

Quando o carro faz fumaça na hora da partida, é o momento para parar em uma oficina. A primeira peça a ser verificada é a válvula, já que, quando ela está com problemas na vedação, o excesso de óleo passa pelo sistema, ocasionando a fumaça.

3. Perda de potência do motor

Vários são os problemas no veículo que apresentam a perda de potência como sintoma, porém, se ela estiver acompanhada de ruídos ou de fumaça, é um sinal de que pode haver uma desregulagem ou falha nas válvulas.

4. Aumento no consumo de combustível

Quando você escuta barulhos, percebe a fumaça no cano de escape somente quando liga o veículo e ainda nota que o carro está consumindo mais combustível, esse é um sinal claro de que o comando de válvulas do motor está danificado.

5. Aquecimento do sistema

Quando o comando da válvula de carro apresenta algum tipo de falha, o motor precisa aumentar a pressão e sobrecarrega o trabalho para chegar à potência necessária. Com isso, pode gerar um superaquecimento do sistema, que leva à parada do veículo.


COMO REGULAR A FOLGA DAS VÁLVULAS DA NISSAN XTERRA

De acordo com o manual de serviço da Nissan o processo é bem simples. Basta abrir a tampa do comando de válvulas (e para isso é necessário retirar primeiro o intercooler que fica por cima) e ir fazendo os ajustes pra cada válvula.

Sempre faça a regulagem da válvula que tem o lóbulo do came voltado pra cima. Com a ajuda de um calibrador de lâminas 0,30mm regule a folga com a ajuda de uma chave allen 3mm.

Como lendo sempre é um pouquinho mais difícil pra entender, não vamos nos alongar muito aqui. Preparamos um video mostrando esse processo de regulagem. Basta clicar no link abaixo pra assistir!

 


fontes:

https://www.instacarro.com/manutencao-de-carro/5-sinais-que-indicam-que-as-valvulas-estao-desreguladas/
https://omecanico.com.br/verificar-a-folga-das-valvulas-continua-fazendo-bem-ao-motor/